Diário de bordo

GRUPO BORDELANDO


DIÁRIO DE BORDO

      

24 de fevereiro de 2014



     Talvez pela proximadade do carnaval; por gostarmos de estar juntas ou até mesmo porque já conquistamos o hábito de sermos felizes, a nossa reunião de hoje começou com muita alegria: várias colegas mostrando os belos bordados que foram feitos nas férias e um outro tanto contando sobre as viagens que fizeram ou farão por este mundo afora.
      Justificadas as ausências começou a nossa “rodinha” com a informação de que em março vamos reiniciar os estudos e a divulgação sobre a história do bordado através dos tempos. Algumas histórias serão repetidas e isto será bom porque sempre acontece de alguma não ter estado presente no dia de um relato específico e também porque a gente acaba esquecendo as histórias contadas. Será uma forma de relembrar e fixar os fatos que antecederam este nosso fantástico trabalho de bordar, bordar e bordar.
      O livro do Bordelando tem sido vendido para todo o país. Um grupo do Piauí está se baseando nele para bordar as suas chitas. Toda semana vende o livro e nosso blog já está com mais de 3.000 acessos.
      Aproveitando o espírito carnavalesco que tomou conta do grupo, Vera Lúcia discorreu amplamente sobre o “Carnaval de Veneza”. Ficamos sabendo assim que as mascaras surgiram em 1268. No século XVI o carnaval sofreu uma grande mudança junto com a Commedia dell’Art para competir com a comédia erudita.
      A história representada no Carnaval era sempre a mesma: patrões e empregados (não tinha escravos). Tudo em Veneza era legislado, até as máscaras que eram usadas: o Pantaleon, o Pierrot, a Colombina e o Arlequim.
      No século XV o carnaval durava seis meses. Todos ficavam mascarados durante este período. Mas a lei mudou e o carnaval passou a durar apenas 10 dias. Hoje, 24 de fevereiro,  o carnaval já começou por lá: Ala La  ô ôôôôô ! ! !
      O Grupo IV vai se juntar com o Grupo V para trazerem o lanche na próxima semana e o de hoje foi oferecido pelo Grupo III que - acrescido de um belíssimo e delicioso bolo que as colegas do Grupo I trouxeram para comemorar os aniversários do mês – fechou com chave de ouro o nosso encontro desta segunda-feira.

Até a próxima.



28 de outubro de 2013



       Quantas semanas sem o registro - aqui no Blog - das nossas reuniões! Elas aconteceram sim, mas como alguns fatos se repetem em todas elas, faremos um condensado relatando os mais relevantes. 

       O que acontece é o seguinte: às vezes precisamos faltar ao encontro,   pois além de bordadeiras nós somos avós, mães, esposas, irmãs e algumas felizardas ainda têm seus pais vivos e com isto somos muito demandadas pela família e a cada hora é uma que não pode comparecer por estar cuidando de alguém.


       Mas a maior parte das ausências é por motivo de viagem. Sempre que iniciamos a rodinha a coordenadora pergunta pelas ausentes e invariavelmente cada grupo tem uma ou duas viajando.


       Esta semana estávamos com duas colegas nos Estados Unidos, uma no Rio de Janeiro participando de um Congresso sobre moda Afro e a outra em Mato Grosso do Sul conhecendo as maravilhas da cidade de Bonito. Logo em seguida demos as boas vindas para 4 que estavam retornando: uma da Alemanha, duas da Itália e uma quarta da Austrália onde estava participando de um interessantíssimo programa de intercâmbio de adultos.


       Como o final do ano está próximo já estamos tratando da nossa festa de confraternização que acontecerá no início de dezembro. Faremos a festa na casa de uma bordelanda e o buffet será providenciado pelo Grupo I. Vamos planejar algumas brincadeiras e sortear o “infalível amigo oculto”. Com certeza teremos uma tarde agradabilíssima, encerrando um ano de muitas realizações com os novos pontos aprendidos e também usando os bons e velhos ponto corrente, caseado e ponto atrás sempre que precisamos correr para finalizar um projeto.


       Antes do lanche uma colega do Grupo VI mostrou os trabalhos em Patchwork que está fazendo para o Natal e se ofereceu para ensinar àquelas que desejem aprender a fazê-los também. Na semana anterior conhecemos o delicado trabalho de uma bordadeira do Grupo III que faz miniaturas perfeitas de casinhas com todos os cômodos, móveis, louças e tudo o mais que se tem dentro de uma casa de verdade.


       Assim, aos poucos, vão se revelando as habilidades de cada uma das componentes e vemos que no Bordelando está concentrado um percentual altíssimo de artistas e artesãs de Brasília. Será pelo fato das fundadoras do Bordelando serem todas professoras de arte? Será que há mesmo uma atração e os artistas acabam se reunindo para algum trabalho em comum? Certamente, pois cada colcha ou toalha concluída é uma verdadeira obra de arte.


       Vale muito a pena fazer parte deste Grupo,  mesmo tendo como único talento admirar e reconhecer o que é realizado aqui.
       

       Até uma próxima.

 

       Maria Luiza

 

 

30 de setembro de 2013


       Último dia do mês de setembro. A Primavera chegou e a gente percebe no ar algo diferente; começou a chuva e já refrescou bastante.

       E o ano está findando. Serão pouco mais de dois meses de trabalho, pois em meados de dezembro faremos a nossa confraternização e aí suspendemos as reuniões até fevereiro. Não significa que paremos de bordar. Isto não acontece. Bordar está fazendo parte de nossas vidas e mesmo quando viajamos sempre levamos as chitas, as agulhas e as linhas.

       Iniciamos a “rodinha” cantando os Parabéns para a Maria Vidal, a nossa decana. Ela fez 84 anos e inspira a todas nós com sua vitalidade, energia e alegria de viver.

       Na quinta-feira (dia 03) faremos a primeira reunião do Clube do Livro. Coincidentemente foi mostrado um Guarda-Livros de tecido e quase todas nós quisemos igual. As costureiras do Grupo já foram convidadas a pensarem em como atender esta demanda.

       Falamos sobre o nosso Blog e sobre o início do Diário de Bordo neste espaço.

       Falou-se também sobre o xale a ser confeccionado e bordado para as 60 componentes do Bordelando. Ainda estamos na fase de escolha do tecido e do modelo (retangular ou triangular) e o que se pretende, ao usarmos o xale, é que cada uma de nós se sinta abraçada pelas demais. 

       Foi encerrada a entrega das mais de 250 mantas para crianças e adolescentes que se encontram em Abrigos – lares provisórios – à espera de adoção. Semana que vem vamos iniciar uma nova campanha que deverá se chamar “Campanha do Acessório” ­doando pasta e escova de dente. A cada semana será definido o que levaremos na seguinte: pente, sabonete, xampu.

       Finalmente tivemos o lanche que foi cortesia do Grupo I. Acho que estamos primando mesmo pela nossa forma e saúde, pois a salada de frutas servida foi uma das melhores dos últimos tempos.

       Boa semana a todas as nossas leitoras!!!

       Em tempo: A primeira reunião do Clube do Livro aconteceu no dia 03 – última 5ª feira do mês – e foi muito gostosa, leve e prazerosa como a leitura do Livro escolhido “A Lista dos meus Desejos”.

       Cada uma falou um pouco sobre suas impressões e o que sentiu ao lê-lo e claro, foram bastante comentados os pontos em que nos identificamos com a personagem: uma dona de armarinho, que tinha um Blog e que ganhou uma fortuna na Loteria.


       Maria Luiza

 


23 de Setembro de 2013


        Em 23 de setembro, como acontece em todas as segundas-feiras, as mulheres do Grupo Bordelando reuniram-se mais uma vez para bordar, trocar ideias, confraternizar, pensar novos projetos, compartilhar sonhos e realizações.

       Como estava fazendo muito calor, algumas levaram mesas e cadeiras para debaixo do Bloco e ali bordamos nossas chitas. Era como se o pilotis fosse um prolongamento do jardim, tantas eram as cores das linhas e dos tecidos floridos que sempre usamos em nossos trabalhos.

       Estava tão gostoso lá fora que a “rodinha” - que é quando ficamos em círculo para ouvir um pouco sobre a história do bordado, sobre o trabalho social do Bordelando, o motivo do não comparecimento de algumas e sobre o andamento dos bordados que farão parte da próxima exposição -, só foi começar mais tarde.

       Pois bem, este foi o dia em que conhecemos tudo sobre a agulha: sua origem, a evolução dos materiais que eram feitas, os diversos modelos com suas utilidades específicas e muitas outras informações sobre esta nossa grande ferramenta de trabalho, tão importante quanto a linha e o tecido.

       Como ainda estamos trabalhando nas chitas de fundo azul, as de fundo verde somente serão iniciadas quando tiver pelo menos uns 60% das azuis prontas.

       Finalmente tivemos o lanche que foi cortesia do Grupo V. Foram muitos bolos, salgados, sucos e uma bela salada de frutas para aquelas que estão preocupadas com a boa forma e mesmo para aplacar a consciência de quem exagerou um pouquinho no almoço de comemoração dos aniversários do mês, como o fizeram as bordadeiras do Grupo III.


       Semana que vem tem mais. Aguardem!!! 



       Maria Luiza